EXERCÍCIOS NA GESTAÇÃO E PARTO

MOVIMENTE-SE!

A gravidez é um período na vida da mulher de intensas alterações musculoesqueléticas, físicas e emocionais. O sistema orgânico e emocional da gestante está envolvido em alguns processos complexos. Assim, durante todo período a gestante sofrerá transformações hormonais, musculares, circulatórias e respiratórias de grande importância, para que seu corpo naturalmente possa se ajustar, para formar, desenvolver e acomodar seu bebê. Para isso muitos profissionais acreditam que quando uma mulher faz algum tipo de exercício durante a gravidez poderá estar menos propensa a ter dificuldades durante o trabalho de parto e o nascimento do bebê, sendo assim, estimulam suas pacientes a serem fisicamente ativas.

Os exercícios específicos de mobilidade das articulações do quadril não garantem 100% que a gestante tenha um parto vaginal/parto normal. Mas existem estudos que apresentam resultados acima de 90% da eficácia. O parto é determinado por muitos outros fatores além deste tipo de preparo ou não, porém, independentemente do tipo do parto, a mobilidade pélvica traz outros benefícios, tais como:

  • Prevenção de dores lombares
  • Flexibilidade e fortalecimento do assoalho pélvico
  • Auxilia no encaixe do neném na pelve liberando espaço para ele se mover
  • Auxilia na prevenção de problemas como incontinência urinaria e fecal do pós parto
  • Auxilia na cicatrização (em caso de cesariana) e recuperação do pós parto
  • Fortalece abdômen e auxilia na prevenção de diástase
  • E durante o parto, auxilia no alivio das dores.

Exercício com Bola – Promove a mobilidade da região pelve, focado em toda região do quadril. Em um estudo feito com 54 mulheres da maternidade do Hospital Omolbanin, no Irã, 92,6% das mulheres que usaram o método tiveram parto vaginal. Enquanto isso, a taxa foi de 66,7% no grupo que não fez uso da bola. Ou seja, com o auxílio da Bola nos exercícios, as chances de mulheres evoluírem para um parto normal são maiores do que quando não utilizam a Bola. A realização de exercícios de bola de parto é recomendada como uma estratégia útil, não farmacológica e barata para a redução da taxa de cesariana.
Se você tiver uma bola disponível durante o trabalho de parto, sente-se com as pernas bem abertas e faça movimentos amplos com a pelve, ou seja, um “rebolar”. Pode ser confortável “quicar” na bola para aliviar a tensão do assoalho pélvico entre as contrações. Você também pode se alongar utilizando a bola, escorregando o quadril e deixando as costas se acomodarem nela. No pós-parto, a bola é uma grande aliada para fazer o bebê dormir! Sente-se nela e promova um leve movimento de saltinhos para niná-lo.

REFERÊNCIAS

Intervenção fisioterapêutica na assistência ao trabalho de parto;
https://teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5139/tde-12022008-141747/pt-br.php

Fisioterapia pélvica para gestantes também ajuda no pós-parto;
https://emais.estadao.com.br/noticias/bem-estar,fisioterapia-pelvica-para-gestantes-tambem-ajuda-no-pos-parto,70002294442

O efeito dos exercícios de bola de nascimento durante a gravidez no modo de parto em mulheres primíparas.
http://jmrh.mums.ac.ir/article_3562.html#au1

Escrito por Daniela Piovesani – Educadora Física

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.