Infecção Urinária na Gravidez

A maioria das infecções urinárias na gestação são causadas por bactérias presentes nas fezes. Pesquisadores acreditam que 20% das gestantes desenvolvam infecção urinária em algum período gestacional (GUERRA et al.,2012; HACKENHAAR et al, 2013; RAMOS et al., 2016). Alterações anatômicas do aparelho reprodutor feminino, alterações hormonais, bem como mudanças do pH, facilitam a entrada de micro-organismos no aparelho geniturinário da gestante (BAUMGARTEN et al., 2011; PIÇARRA, 2015; CARVALHO et al., 2018; REIS et al., 2018).

As infecções do trato urinário, abreviadas pela sigla “ITU”, causam dor ao urinar, vontade de fazer xixi muitas vezes, sensação de urgência para urinar e dor no baixo ventre, arrepios de frio e até mesmo dores na lombar quando a infecção atinge os rins. No entanto ela também pode ser silenciosa e não apresentar nenhum sintoma, chamada bacteriúria assintomática (Sheiner E et al., 2009. Baumgarten et al., 2011.).

Gestações complicadas por infecção urinária estão associadas ao dobro da mortalidade fetal. Abortos de repetição e tratamento de fertilidade, além de partos prematuros também são mais frequentes em mulheres com ITU do que mulheres sem infecção. Os pesquisadores também observaram que bebês filhos de mães que apresentaram ITU, apresentam maiores taxas de baixo peso ao nascer (Baumgarten et al., 2011).

O tratamento da infecção urinária se dá com o uso de antibióticos mas devido aos riscos de toxicidade para o bebê, o arsenal de medicações está limitado. Os antimicrobianos ainda precisam ser utilizados com cautela pois seu uso prolongado pode predispor as mulheres à candidíase vaginal crônica (Christensen F. et al., 2000).

Diante disso, sabemos que a melhor opção é a prevenção. Quando for ao banheiro, sempre utilize o papel higiênico para se limpar no sentido vagina-ânus. Não passe o papel duas vezes. Jamais faça o movimento de trás pra frente. Quando fizer cocô, tente se lavar sempre que possível. Caso não o seja, umedeça papel higiênico com água e sabão ou use lenços umedecidos para se higienizar (sempre no movimento de frente para trás!). Após as relações sexuais, faça xixi. O movimento da penetração pode levar bactérias para a entrada da uretra (portinha do xixi) e causar infecções, ao urinar vc “expulsa” esses micro-organismos da porta de entrada. Ah! E claro: beba água com frequência!

Essas simples medidas protegerão você e seu bebê.

Escrito por Ana Garbulho, mãe do Bruno e da Melissa, obstetriz, consultora em aleitamento materno, laserterapeuta e facilitadora de cursos para profissionais e gestantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *